segunda-feira, 23 de junho de 2008

Compras – Continente Online

Na semana passada ouvi falar num novo conceito de ir às compras ao Continente. Trata-se de ir às compras através do site www.continente.pt. É um método muito parecido com o método tradicional, mas que contém uma ligeira diferença: não gastamos combustível. Vou deixar aqui alguns paralelismos entre estas duas técnicas de gastar dinheiro segundo diversas coisas:

Carrinho de compras
Tanto no método tradicional como no método online, existe um carrinho de compras que vai sendo carregado ao longo do processo de adquirir bens. O carrinho online parece não ter limite, enquanto que o tradicional tem, sendo necessária a condução de vários carrinhos quando se pretende adquirir muita coisa. O carrinho online está com falta de óleo nas rodas, uma vez que se mantém estático no canto superior direito do site, enquanto que por norma, os tradicionais andam moderadamente bem.

Mirones
Tanto num método como no outro existem pessoas que em lugar de levarem a sua própria lista de compras, preferem olhar para o nosso carrinho de compras para ver o que compramos. No método tradicional olham todos para o interior do nosso carrinho, no método online, apenas os hackers é que conseguem ver o conteúdo do nosso carrinho.

Nódoas negras
No que se refere às nódoas negras nas canelas e costas que ganhamos quando vamos às compras, estes danos colaterais também sucedem nos dois métodos de compras: no tradicional acontece quando somos abalroados pelos carrinhos dos outros, no método online acontece quando passamos muito tempo no PC e o cônjuge pensa que estamos a ver sites pornográficos ou de futebol e então levamos porrada;

Preços
No que aos preços diz respeito, tanto num lado como no outro os preços são iguais, ou seja, são mais caros que no dia anterior mas sempre mais baratos que no dia seguinte.

Moeda
No método de compras tradicional necessitamos de uma moeda para introduzir no carrinho para ir às compras, no método online, necessitamos de uma moeda para pagar ao fornecedor de Internet. Existe uma pequena diferença, no método tradicional em 99% dos casos devolvem-nos a moeda (em 1% dos casos, a moeda não sai e levamos o carrinho connosco); no método online nunca mais vemos a moeda.

Dores nas costas
Nestes dois métodos de gastar o dinheiro ficamos com dor de costas; no método tradicional as dores de costas são provocadas pelo facto de carregar os packs de leite e garrafões de água; no método de compras online as dores de costas são provocadas pela incorrecta posição adoptada na cadeira em frente ao computador;

Riscar o carro
Tanto num método como no outro ficamos com o carro riscado ao efectuar compras: no método tradicional são as pessoas que estacionam ao lado da nossa viatura e que abrem as portas tipo cowboys, enfiando-lhes um pontapé e a porta sai disparada em direcção à pintura do nosso carro; No método online, enquanto estamos a navegar no site do Continente, os mesmos selvagens que riscam o carro nos estacionamentos dos hipermercados também o fazem quando estacionam na rua. Não podemos escapar…

Ofertas
No método tradicional, principalmente ao fim-de-semana, existem imensas oportunidades de degustar produtos, desde queijo, iogurtes, chouriço, etc. e até trazer para casa ofertas. No método online podemos também degustar coisas: vírus, trojans, malware, ataques, roubos de identidade, fraudes, etc. Também neste tema, os dois métodos são muito idênticos.

2 comentários:

Hugo Basto disse...

Para tua informação já existe Continente Online há uns aninhos valentes... provavelmente tu é que só andas em sites pornográficos e não reparaste nisso....

Olha as costinhas, rapazinho!

AindaPiorBlog disse...

É verdade! (A parte de eu não ter reparado...)