quinta-feira, 10 de julho de 2008

Alentejanos e os Mitos



Hoje gostaria de deixar aqui em primeiras mãos (as minhas duas mãos) alguns pensamentos que vão quebrar alguns mitos que se divulgam por aí em relação aos alentejanos. Estas informações que vou revelar devem-se ao facto de eu no outro dia estar a pensar na vida quando pensei no seguinte: “E se eu desse um saltinho ao Alentejo?” E antes de sequer ter pensado no ponto de interrogação no final desta frase, já estava eu no carro pronto para embarcar nesta aventura. Cá vão então as revelações inquietantes, tudo descobertas minhas feitas na viagem:
  • Chaparros – Para os que não sabem o que são os chaparros, gostaria de os informar que são árvores. Em relação a estas árvores o pessoal costuma dizer, erradamente, que servem para dar cortiça. Eu constatei que isso é mentira porque dão apenas uns pequenos frutos chamados bolotas! Estive ao pé de bastantes chaparros e não vi nenhum que tivesse rolhas como fruto, apenas bolotas;
  • Lentos – Costuma-se espalhar o rumor de que os alentejanos são lentos. Está também errado este conceito. Eles são tão rápidos, mas tão rápidos, que quando os vemos passar dá-se a ilusão óptica de que estão a andar muito devagar tal e qual como quando fazemos girar uma roda de bicicleta com raios a uma grande velocidade, o movimento dos raios dá a ilusão de que os raios se movem devagar, mas não!
  • Preguiçosos – Como é que podem chamar preguiçosos a pessoas que já extraíram toda a pedra das montanhas, deixando apenas planícies? Antes o Alentejo era como a Serra da Estrela, mas os alentejanos já partiram aquilo tudo para extraírem toda a pedra existente para construírem coisas;
  • Descanso à sombra – Vi muitos e muitos chaparros, mais ou menos cerca de dois ou três, e não vi nenhum alentejano a dormir à sombra! Podemos concluir que este mito é também mentira;
  • Deserto – Dizem que do rio Tejo para sul aquilo é um deserto. Isto é também mentira, apesar de eu ter visto lá uns camelos que me fizeram um manguito quando eu passei por eles. Apesar da existência de camelos, não vi areia, nem escorpiões, nem pirâmides, logo não se pode chamar ao Alentejo deserto;
  • Carne de Porco – Dizem que lá no Alentejo os rojões, fêveras e chouriços têm um sabor diferente do sabor das mesmas carnes no resto do país. Segundo se consta, estas carnes têm um pequeno travo a esperma de porco porque supostamente não capam os animais antes de os matarem para consumo. Isto é também mentira, excepto se estiverem a comer rojões, fêveras ou chouriço feitos a partir do pénis ou testículos de porco. No caso das porcas o sabor a esperma apenas acontece nas porcas prostitutas. Outra coisa que é mentira é o facto de caparem os porcos machos no resto do país…se assim é como é que é feita a reprodução para manter a espécie viva? Será que existem programas de adopção de porcos provenientes de famílias de porcos alentejanos em risco?

Nesta foto que eu coloquei, tentei fotografar uma montanha com cerca de 1900 metros de altitude... mas durante o tempo em que apontei a câmara, foquei, enquadrei, carreguei no botão e a máquina tirou e armazenou a foto no cartão de memória, um par de alentejanos fizeram da montanha uma pedreira, extraíram toda a pedra existente, construíram uma cidade por trás de mim e plantaram um chaparro no local onde existia a montanha. Esta foto é então a prova irrefutável daquilo tudo que eu acabei de revelar aqui hoje.

7 comentários:

Anónimo disse...

Olha que os chaparros, no Alentejo, costumam vir mijar à estrada.
Tem cuidado, porque quando voltares ao Alentejo, não esteja um na estrada, e tu fiques abraçado a ele :)

Nuno Encarnação disse...

mas qual é a piada disto? so te falta as orelhas pra o seres. otario.

Catarina Silva disse...

Sou Alentejana com muito gosto e muito orgulho! grande parte dos mitos, são mesmo mitos,pois nós somos iguais a qualquer pessoa do nosso país... a diferença é o sotaque... simples...
mas já agora, gostaria de apontar um pequeno erro no que diz respeito aos chaparros.
É verdade que os chaparros não dão rolhas, mas sim bolotas... agora, que não dão cortiça?? isso é completamente errado! o que poderá ter acontecido é quando veio visitar a nossa magnifica região a recolha da cortiça ter sido efetuada logo é obvio que eles não tinham cortiça. A cortiça tirada dos chaparros é vendida e parte vai para fabricas onde lá se fabricam as rolhas.
Caso o meu "depoimento" esteja incorreto pergunto: De onde pensam que sai a cortiça? se existe, de algum lado tem de vir.
Tenho pena do gozo que dão aos alentejanos e de os tentarem meter para baixo, ora seja pela moleza, pela comida, pelas terras ou principalmente pelo sotaque, mas lembrem-se isto é tão mau, tão mau, que lisboetas, nortenhos, algarvios etc.. vem tudo cá parar!
Cá no alentejo podemos não ter atrizes nem atores reconhecidos internacionalmente, nem empresas de todo o tipo e mais algum, mas pergunto sabem de onde vem grande parte da vossa comida? com certeza não deve ser dessas empresas, e duvido que os atores vergam as costas para cavar as batatas para vocês comerem!
Apenas vos faço um pedido... Pensem antes de dizer (como se diz em bom alentejano) bacuradas!

Anónimo disse...

Porra que tu es burro como tudo pah.. nao tem piadinha nenhuma esse artigo.Desinformado a moda de algum lisbota um bokadinho atrasado...enfim..

AindaPiorBlog disse...

Ainda bem que já vão aparecendo leitores que percebem que isto não tem qualquer piada. Obrigado pelas vossas críticas muito construtivas e positivas... Voltem sempre.

Anónimo disse...

Isto é a prova que ainda existem pessoas muito ignorantes, que nem cultura geral tem... porque o que aqui está escrito é a maior porcaria, não tem veracidade nenhuma, só mostra a falta de inteligência de quem o escreveu...

Há e sim as rolhas não vem diretamente do chaparro, nem o chaparro dá rolhas, pois trata-se de um dos vários aproveitamentos que a cortiça tem depois de submetida a vários processos de transformação, e repito transformação... Em relação a cortiça deve ser o carvalheiro que a dá e não o chaparro já que não viu cortiça nos chaparros...

E como já vi por aqui alguém dizer a cortiça podia ter sido tirada, como já esta a acontecer nesta altura, mas a cortiça nunca se tira toda fica lá sempre alguma...

Bem mas isto é como tudo, as galinhas, os porcos, as vacas, os ovos, as hortaliças etc. vem do Supermercado...

Anónimo disse...

Aquilo das porcas prostitutas pode realmente confirmar-se? É que tenho um porco que não consegue engatar nenhuma porca, será ele um encalhado ou uma porca prostituta resolveria o problema??????????? Obrigada compadres! respondam!